quinta-feira, 22 de setembro de 2011

"Força de Vontade" ou só "Vontade"?

Para emagrecer é preciso ter força de vontade!
Esse é um discurso comum na cultura.
A maioria das pessoas pensam assim.
Ouso discordar!
Se essa fosse uma verdade, por que tanto sofrimento?
Força de vontade = fazer força para ter vontade
A vontade torna-se uma rígida obrigação.... é de fora para dentro.
Experimente diferente!
Busque a vontade da força!
Vontade da força = acessar sua força interna
Para tal, não é preciso fazer força, apenas deixar fluir.
Acredite! Você possui a força que precisa para enfrentar os obstáculos.
Basta ouvir a voz que vem de dentro. Ela não é rígida... é generosa...
Como emagrecer fazendo força?
Emagreça pela vontade e não pela força!
E a vontade... ela é sua... e dela quem sabe... é você!
Acredite em si mesmo! Sua força estará disponível para aquilo que escolher.

Os 10 alimentos mais saudáveis do mundo

  • Beterraba: Seus pigmentos roxos são antioxidantes, combatem o câncer. É rica em ácido fólico, ajuda prevenir o câncer e recomenda-se comê-la fresca, como parte de uma salada.
  • Couve: Tem compostos que funcionam como catalizadores para combater o câncer.
  • Acelga: Excelente para a visão. Pode ser preparada na salada ou refogada.
  • Canela: Uma grande especiaria para combater o colesterol e ajudar a nivelar o açúcar no sangue. Pode ser acrescentada ao café.
  • Romã: Atenção hipertensos: diminui a pressão sangüínea. Se não tiver paciência para ficar separando aqueles caroços na boca, pode ser ingerida em suco.
  • Ameixa seca (passas): Rica em antioxidantes e é uma excelente fonte de energia.
  • Sementes de abóbora: Algo que em geral vai para o lixo, contêm grandes níveis de magnésio, um mineral que reduz as possibilidades de morte prematura.
  • Sardinhas: Rica em ômega-3, magnésio, ferro, fósforo, potássio, cobre e manganês. Ideal para comer na latinha mesmo.
  • Curcuma: Tem propriedades anti-inflamatórias, e contra o câncer. Pode ser misturada em pratos com diferentes vegetais.
  • Arandos gelados: Apesar do frio diminuir as propriedades das frutas e das verduras, está fruta a baixa temperatura está associada a um aumento de memória.


  • Leia mais em: Os 10 alimentos mais saudáveis do mundo - Metamorfose Digital http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=20599#ixzz1YiO174oC

    Mãe perde 63 kg para poder abraçar os filhos

    Diferente daquelas duas marmotas que estão tentando se matar para bater o recorde de mais gordas do planeta, a mãe mostrada nas fotos que ilustram esta notícia, estava tão acima do peso que começou a ter alguma dificuldade para abraçar seus filhos. Decidida a resolver o problema se propôs a fazer uma dieta e começou a fazer exercícios diariamente. Em um ano e meio passou de 114 a 51 kg, perdeu 63 kg, mais da metade do peso.

    A comida acalma a tristeza

    Por que razão aliviamos as tristezas com sorvetes, chocolates e tudo o que faz bem a ao paladar, mas nem sempre a saúde? Por que sentimos essa necessidade imperiosa de não parar de comer?

    A comodidade que nos dá o consumo de alimentos ricos em gorduras não depende unicamente do prazer de comer, senão também da sinalização intestino-cérebro, ao menos isso indica um estudo realizado por cientistas da Universidade de Louvain, Bélgica.

    O estudo, que foi publicado no Journal of Clinical Investigation , é baseado em ressonâncias magnéticas para pesquisar os efeitos dos ácidos graxos nas emoções quando adentram no organismo.

    Com música fúnebre e imagens tristes, um grupo de 12 pessoas participou na pesquisa ligados a uma sonda de alimentação. À metade deles administravam ácidos graxos e aos demais uma solução salina. Sem saber que substância receberam, os voluntários qualificaram seu estado de ânimo antes e durante a exploração.

    Os resultados mostraram que aqueles que foram injetados com ácidos graxos, estavam menos tristes (após ver as imagens e escutar a música) que o resto dos participantes.

    Ingerir gordura parece que nos torna menos vulneráveis às emoções da tristeza, inclusive se não sabemos que estamos comendo gordura. Lukas van Oudenhove, diretor da pesquisa admite:

    - "Ainda que o estudo tenha envolvimentos para a obesidade, a depressão e transtornos da alimentação, seria necessário mais tempo pesquisando para determinar se os resultados poderiam ter algum valor no tratamento de ditas doenças".

    Ainda assim é notável o quanto a gordura foi importante na evolução humana, de forma a ter condicionado as nossas vontades até os dias atuais. Se por um lado a gordura pode nos condicionar a um estado lastimável de obesidade, há milhares de anos ela evita a tristeza. Para pensar...

    Leia mais: http://www.ndig.com.br/item/2011/08/a-comida-acalma-a-tristeza#ixzz1YhxyoCwD

    Por que comemos menos se usamos talheres maiores?

    Segundo um estudo publicado na revista Journal of Consumer Research, levar maior quantidade de comida à boca implica comer menos, especialmente em um restaurante. Para chegar a esta conclusão, cientistas da Universidade de Chicago (EUA) realizaram uma experiência em restaurantes italianos que consistia em dispor talheres de dois tamanhos em diferentes mesas. Depois de uma análise minuciosa comprovaram que as pessoas que usavam talheres grandes comiam menos que aquelas que usavam talheres pequenos.

    Os autores sustentam que desde o momento que ingerimos um alimento até que nos sentimos fisiologicamente saciados existe um grande lapso de tempo. Isso poderia explicar por que enquanto comemos, para saber quando é suficiente, atendemos a "pistas visuais", neste caso o tamanho da porção que levamos à boca. Servindo pratos maior do que o habitual, comprovaram que os que usavam talheres de menor tamanho comiam bem mais. Atender a este tipo de fator externo pode fazer-nos ingerir mais do que o necessário, e consequentemente engordar. Portanto, quer emagrecer? Prato de sobremesa e colher de sopa.

    Leia mais: http://www.ndig.com.br/item/2011/07/por-que-comemos-menos-se-usamos-talheres-maiores#ixzz1YhspZOlk


    7 formas de aumentar sua força de vontade


    Minha avó dizia que após o "mês do cachorro louco", Agosto, chegava o mês dos "bons propósitos", ainda que os propósitos a que ela se referia eram realmente fazer novas atividades que pudessem trazer mais dignidade a nossas vidas. Já hoje em dia o primeiro de Setembro está relacionado com o propósito de começar uma dieta para estar bem fisicamente no próximo verão. Mas, tanto nos propósito antigo quanto no atual, alguém sempre acaba fraquejando e para isso os cientistas descobriram várias estratégias úteis para aumentar a força de vontade.

    1. - MUDAR HÁBITOS.

    De acordo com um estudo da Universidade de Case Western Reserve (EUA), bastam pequenas mudanças em hábitos cotidianos, como por exemplo,escovar os dentes durante vários dias com a mão contrária, para fortalecer a vontade.

    2. - TENSÃO MUSCULAR.

    Íris W. Hung, da Universidade de Cingapura, descobriu umcurioso truque para exercer o autocontrole: se quando notamos que custa levantar da cadeira para ir a academia ou se ficamos com a boca cheia de água ante uma fatia de bolo tencionamos os bíceps ou os músculos da mão durante um minuto, resultará mais simples evitar a tentação. A mente e o corpo estão tão estreitamente unidos que simplesmente apertando os músculos é possível ativar a força de vontade.

    3. - BOAS AÇÕES.

    Por sua vez, Kurt Gray, da Universidade de Harvard, demonstrou que fazer uma boa ação, e inclusive só imaginar ajudando outras pessoas, aumenta nossa força de vontade e nossa resistência física. Talvez a melhor maneira de se resistir a cheirosa rosquinha da panificadora no café da manhã é doar o dinheiro que custa para uma boa causa.

    4. - EXPOR-SE À TENTAÇÃO.

    Ainda que possa parecer contraditório, para aumentar a força de vontade é melhor expor-se a tentações reais. Em uma série de experimentos, cientistas da Universidade de Chicago demonstraram que se uma pessoa está de dieta desenvolverá melhor sua vontade se tiver bolos ou docinhos na cozinha, ao alcance das mãos, e evitar comê-los, do que se somente ver imagens de chocolates e guloseimas em revistas ou na televisão. Este último, dizem os pesquisadores, surte o efeito contrário, já que é provável que na primeira ocasião que se apresente coma mais "alimentos proibidos".

    5. - DISTRAÇÃO.

    A distração também é uma boa estratégia, como demonstraram pesquisadores da Universidade da Columbia (EUA). Se cantarolamos ou pensamos conscientemente em outra coisa quando algo está nos tentando, por exemplo, um cigarro enquanto tentamos deixar de fumar, custará menos nos controlar.

    6. - UM A UM.

    Convém evitar propor-se cumprir ao mesmo tempo vários objetivos que exijam muito autocontrole. Segundo Sandra Aamodt, editora chefe da prestigiosa revista Nature Neuroscience, há várias atividades que podem esgotar rapidamente nossa força de vontade: resistir a provar certos alimentos ou bebidas, reprimir respostas emocionais, fazer um exame, dormir pouco e tratar de impressionar alguém.

    7. - CINCO REFEIÇÕES AO DIA.

    Quando nos falta glicose no sangue nossa capacidade de autocontrole se ressente, segundo demonstrou há pouco Roy F. Baumeister, da Universidade da Flórida (EUA). Daí que os especialistas recomendem não deixar de fazer nenhuma refeição (leve) para conservar a força de vontade que precisamos para fazer exercício, deixar de fumar, estudar, adquirir algum hábito como ir de bicicleta ao trabalho e inclusive manter uma dieta de emagrecimento.

    Leia mais: http://www.ndig.com.br/item/2011/09/7-formas-de-aumentar-sua-fora-de-vontade#ixzz1YhqhJEFj


    Por que gostamos tanto de gordura?

    Por que gostamos tanto de gordura? O que faz com que a gordura da picanha seja tão atrativa? O que nos leva a comer uma porção de batatas fritas mergulhadas em banha e que resulte irresistível ao ponto de que não possamos parar de comer depois de provar? Uma substância natural similar à maconha é a causa disso tudo segundo um estudo da Universidade da Califórnia Irvine (EUA).

    Segundo Daniell Piomelli e seus colegas, as gorduras de certos alimentos produzem em nosso sistema digestivo receptores canabinoides, substâncias químicas similares à maconha relacionadas com a euforia, mas também com a fome, a famosa larica. Os açúcares e as proteínas, afirmam os pesquisadores, não têm este efeito.

    O processo começa na língua, onde as gorduras dos alimentos geram um sinal que viaja ao cérebro e depois até o intestino. O resultado é que o apetite aumenta, provavelmente pela liberação de moléculas digestivas associadas com a fome.

    Piomelli assegura que desde o ponto de vista evolutivo, existe uma necessidade imperiosa para os animais de consumir gordura, que são escassas na natureza mas são cruciais para que as células funcionem.

    Na sociedade atual, no entanto, as gorduras estão ao nosso alcance por todos os lados, e a tendência inata a ingeri-las conduz a problemas como a obesidade, diabetes e inclusive o câncer, concluem na revista PNAS (Proceedings of the National Academy of Sciences).

    Depois da descoberta, os cientistas sugerem que seria possível reverter esta tendência de abusar das gorduras usando remédiios que bloqueiem os receptores dos cannabinoides.

    Leia mais: http://www.ndig.com.br/item/2011/07/por-que-gostamos-tanto-de-gordura#ixzz1YhjfsUYU

    21 formas (médicas) de perder peso sem fazer dieta

    Ainda que o verão esteja um pouco distante, já é hora de se preparar para a Operação Biquíni, de forma que apresento 21 formas de perder peso de forma natural e saudável, sem fazer dietas rocambolescas. Porque lembrem: para afirmar que uma dieta funciona não basta alegar que permite perder peso, já que viver em um campo de concentração também emagrece e ninguém poderia admitir essa classe de dieta como saudável.

    • Coma com tempo. Saborear cada bocado e fazer que dure, porque os sinais que indicam que já estamos saciados são um pouco lentos e se comemos rápido podemos chegar a comer mais do que precisamos.
    • Dormir mais. Dormir uma hora a mais a cada noite poderia ajudar uma pessoa a perder até 6 kg em um ano.
    • Comer mais verduras. O alto conteúdo de fibra e a água nos sacia com menos calorias. Cozinhar sem acrescentar gordura e temperar com suco de limão e ervas em vez de refogar a comida em molhos cheios de óleo e gordura.
    • Tomar sopa. Acrescentar uma sopa a base de caldo a cada dia. A sopa é especialmente útil no início de uma refeição, já que retarda a refeição e tira o apetite.
    • Comer grãos integrais. Arroz integral, cevada, aveia...
    • Guarde roupas com um número menor do que usa. Perder peso em forma de água é fácil, o difícil é perder a gordura. E ao olhar ao espelho com frequência, custa-nos distinguir se perdemos pouco peso. Uma forma de saber e tentar vestir uma peça de roupa comum número menos daquele que estamos usando. Se assentar sem tirar o ar, teremos a prova de que nossa dieta funciona.
    • Não comer bacon ou toucinho. Tirar as duas tiras de bacon do café da manhã ou em um sanduíche do almoço. Este simples ato permite poupar ao redor de 100 calorias.
    • Comer pizzas vegetais. Se gosta de pizza, come com moderação, e sobretudo use ingredientes vegetais em vez de carne.
    • Bebidas sem açúcar. Substituir uma bebida com açúcar por água e evitar 10 colherinhas de açúcar. Para dar sabor podes acrescente limão ou menta ou hortelã.
    • Use um copo alto e fino. Se beber algo com açúcar, então visualmente renderá mais se o copo for alto e fino que largo e chato. Beberá de 25 a 30% menos. Os sinais visuais podem nos enganar e ajudar a consumir mais ou menos.
    • Limite o álcool. O álcool tem mais calorias por grama (7) que os carboidratos (4) ou as proteínas (4). Álcool engorda, e muito.
    • Tome chá verde. Alguns estudos sugerem que é possível acelerar a queima de calorias, possivelmente através da ação das chamadas catequinas. De qualquer forma, terá um refrigerante sem toneladas de calorias.
    • Relaxe. Faça exercícios de relaxamento, como a ioga. As pessoas que fazem ioga tendem a pesar menos que o resto.
    • Coma em casa. Tente fazer as refeições em casa em casa pelo menos cinco dias da semana.
    • Mastigar chiclete de menta. Mastigar chiclete sem açúcar com um sabor forte reduz a ânsia de beliscar.
    • Pratos menores. O mesmo que acontece com os copos, ocorre com os pratos. Reduzir o tamanho do prato ou da bandeja pode diminuir nossa ingesta de 100 a 200 calorias ao dia.
    • Porções de comida menores.
    • O molho vermelho. Os molhos a base de tomate tendem a ter menos calorias e menos gordura que os molhos a base de creme.
    • Comer menos carne. Comer alimentos vegetarianas com mais frequência é um bom hábito para emagrecer.
    • Queime 100 calorias. Caminhe rápido 20 minutos, corra 10 minutos, limpe a casa durante meia hora... estes pequenos exercícios, a longo prazo, não só queimam calorias senão que reduzem o apetite.
    • Diminua o consumo do sal. Quando apetite pelo sal aumenta, o hipotálamo se torna mais sensível aos efeitos da dopamina, provocando em decorrência disso um maior apetite pelos alimentos.

    Leia mais: http://www.ndig.com.br/item/2011/07/21-formas-mdicas-de-perder-peso-sem-fazer-dieta/catid/28#ixzz1YhiHFvOV


    Que é a cefaleia de sorvete?

    Aproximadamente um terço da população, ao comer um saboroso sorvete, pode sentir uma repentina dor de cabeça, que normalmente desaparece em um intervalo de 10 a 30 segundos. Janusz Kaczorowski, da Universidade McMaster, assegura que a sensação acontece quando o sorvete, muito gelado, toca o céu da boca. Ao esfriar os nervos do palato, os vasos sanguíneos do cérebro se dilatam e geram enxaquecas. Um estudo publicado há alguns anos na revista British Medical Journal revelava que tomar sorvete muito rápido aumenta até em 14% a probabilidade de sofrer este tipo de enxaqueca, motivo pelo qual é recomendável tomar este alimento devagar. Ademais, é recomendável manter o sorvete no solo da boca enquanto saboreamos. E se entrar em contato com o palato, simplesmente há que tocar o céu da boca com a língua até conseguir que a temperatura ascenda.

    Leia mais: http://www.ndig.com.br/category/curiosidades/page/4#ixzz1YgqIzqj4


    Alimentos que podem te matar

    Luna

    O Baiacu, aquele peixe que infla o corpo como um balão ao se sentir ameaçado, é o único alimento oficialmente ilegal para o Imperador do Japão comer - para sua segurança. A carne deste peixe possui tetrodotoxina, uma potente neurotoxina que bloqueia os potenciais de ação nos nervos. Além do Baiacu, veremos uma lista com vários alimentos tóxicos que podem nós matar.

    COGUMELOS

    O problema com os cogumelos é que existem milhares de espécies com várias características. Cuidado com eles. Não vá confundir os comestíveis com os venenosos. Embora alguns sinais possam diferenciá-los, eles não valem para todos. Os cogumelos de origem desconhecida devem ser considerados perigosos para comer. Na dúvida, melhor deixá-los de lado.

    CASTANHA DE CAJU

    A castanha de caju possui uma casca dupla contendo a toxina Urushiol (também encontrada na hera venenosa), um alergênico que irrita a pele. Se um alto nível de urushiol é ingerido, ele pode ser mortal. Envenenamento de caju é raro, mas os trabalhadores que lidam com ele, na retirada da casca, às vezes experimentam os efeitos colaterais e, dolorosas rachaduras nas mãos.

    MANDIOCA

    Bastante consumida no nosso país, algumas espécies de mandioca possuem ácido cianídrico, que pode causar uma grave intoxicação. Só é possível distinguir perfeitamente as espécies venenosas em laboratório. Mas não é comum a intoxicação devido ao consumo de mandioca-brava (ou mandioca-amarga), já que o sabor amargo do cianeto demove as pessoas de comê-la.

    PIMENTA

    Amamos as pimentas. Elas dão um sabor único aos pratos. Mas possuem uma substância química chamada capsaicina - é o que as tornam picantes. Claro, uma pimenta não vai te matar, mas se você comer bastante delas... A substância química é tão forte que é usada como um removedor de tinta, e é usado até mesmo em spray de pimenta usado pelas forças policiais. A capsaicina pode até mesmo ser sentida na pele se você cortar a pimenta, uma vez que irá produzir uma sensação de queimação.

    BATATAS

    Batata-inglesa contém veneno nos caules e folhas - e até mesmo na própria batata quando ela está verde (o verde é devido a uma alta concentração do veneno glicoalcalóide). Envenenamento por batata é raro, mas acontece de vez em quando. Morte normalmente vem após um período de fraqueza e confusão, seguidos por um coma. A maioria dos casos de morte por batata nos últimos 50 anos nos EUA foram o resultado de comer batatas verdes ou beber chá de folhas de batata.

    TOMATES

    Nos EUA, graças a uma decisão da Corte Suprema em 1893, os tomates são considerados legumes. No resto do mundo, eles são considerados frutos. Tecnicamente, um tomate é um ovário. As folhas e caules da planta contém uma substância química chamada "Glicoalcalóides", que pode causar problemas no sistema nervoso e estômago.

    RUIBARBO

    O ruibarbo é uma planta mais utilizada como fitoterápico. Os talos são comestíveis (e incrivelmente saboroso) e as raízes têm sido utilizados por mais de 5.000 anos como laxante. As folhas não devem ser consumidas, pois têm forte concentração de ácido oxálico, nefrotóxico e corrosivo. Não subestime essa planta - além de um veneno desconhecido em suas folhas, que também contém um ácido corrosivo. Se misturar as folhas com água e refrigerante, ela se torna ainda mais potente.

    MAÇÃS

    Não é uma boa ideia fazer competições de quem devora mais maçãs. Suas sementes contém cianeto - mas em doses muito pequenas. Sementes de maçã são muitas vezes consumidos acidentalmente, mas você precisa mastigar e consumir um número bastante alto para ficar doente. Não há sementes suficientes em uma maçã para matar, mas é absolutamente possível comer o suficiente para ser fatal.

    CEREJAS

    Quando as sementes de cerejas são esmagadas, mastigadas, ou mesmo ligeiramente feridas, elas produzem ácido cianídrico. A liberação do ácido cianídrico, pode gerar dor de cabeça, confusão mental e vômitos. Mas isso só acontece se consumida em altíssimas doses.

    AMÊNDOAS

    Amêndoas não gostam de ser confundidas com nozes. Elas têm um sabor único e são excelente na culinária. As amêndoas amargas são mais saborosas que as doce. Eles têm um aroma mais forte e são os mais populares em muitos países. Mas há um problema: estão cheias de cianeto. Antes do consumo, amêndoas devem ser processado para destruir o veneno, através do aquecimento. Nos EUA é ilegal vender amêndoas cruas - todas as amêndoas vendidas agora são tratadas termicamente.

    ÓLEO DE RÍCINO

    É regularmente adicionado a doces, chocolate e outros alimentos. Além disso, muitas pessoas ainda consomem uma pequena quantidade diária para diversos benefícios. Os trabalhadores que recolhem as sementes de mamona têm diretrizes rígidas de segurança para prevenir a morte acidental. Apesar disso, muitas pessoas que trabalham nos campos recolhendo as sementes sofrem terríveis efeitos colaterais. Felizmente, o óleo de rícino que compramos é cuidadosamente preparado, porque a mamona é mortal.

    SABUGUEIRO

    Árvores de sabugueiro são muito atraentes e bastante grandes. Cobertos com milhares de flores minúsculas, que têm um perfume delicado. As flores são usadas principalmente para fazer licor de sabugueiro e refrigerante. As raízes e algumas outras partes da árvore de sabugueiro são altamente venenosas e causaram severos problemas de estômago. Então da próxima vez que você decidir pegar algumas flores de sabugueiro para comer, certifique-se de comer apenas as flores.

    BAIACU

    O Baiacu é tão venenoso que, no Japão, são treinados chefs especialmente para o trabalho e são testados antes de receber um certificados de prática. A formação tem dois ou três anos.

    Para não intoxicar os fregueses, os cozinheiros precisam limpar o animal com uma técnica muito precisa, removendo as partes venenosas. Mesmo os pedaços comestíveis ainda têm traços do veneno, deixando uma certa dormência na língua e apresentando um leve efeito narcótico.

    Leia mais: http://www.ndig.com.br/item/2011/09/alimentos-que-podem-te-matar#ixzz1Ygkw16Be

    sexta-feira, 16 de setembro de 2011

    Pesagem 15 09 11


    Êbaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!

    Emagreci 1,5k!!!! uhhhhhhhhhhhh!!!

    (Não sei como...rs..rs.. Acho que foi devido a gripe!!)

    Linhaça

    Pesquisadores alemães descobriram que os antioxidantes encontrados na linhaça matam células cancerosas e previnem tumores secundários ao interromper o crescimento de novos vasos sanguíneos. Uma vez no organismo, esses fitoestrogênios se ligam ao hormônio sexual feminino estrogênio, conhecido por proteger contra o câncer.

    A pesquisa, publicada no "Journal of Clinical Oncology" analisou, por um período de três anos, amostras de sangue de mais de mil mulheres diagnosticadas com câncer de mama na pré-menopausa. Foram analisados níveis de enterolactona, que é o que os fitoestrogênios se tornam quando entram no intestino.

    Resultados mostram que mulheres com níveis altos de enterolactona tiveram a mortalidade reduzida em dois quintos quando comparadas a mulheres com níveis mais baixos da substância.

    A pesquisa dá ainda uma pista da razão pela qual as asiáticas são menos afetadas pelo câncer de mama: sua dieta rica em soja tem grande quantidade de outro tipo de fitoestrogênio, as isoflavonas.

    Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/vivermelhor/mat/2011/09/14/linhaca-reduz-risco-de-morte-por-cancer-de-mama-em-40-925356870.asp#ixzz1Y7Ysiy1x


    quinta-feira, 1 de setembro de 2011

    Pesagem 01 09 11



    Menos mal!!!!


    Vamos melhorar isso!!!!

    Na veia!!

    Ô vicio!!!! rs..rs..

    É hoje...



    Hoje é dia de ir na nutricionista...

    Falei que eu só vou para ver o estrago...

    Tô na fase ruim e daí só comer... Logo passa!!!