quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Alface


Dica da semana: Alface
O alface é grande aliada para se preservarem ou se reconquistarem a saúde, e o peso ideal.Por isso,médicos e nutricionistas recomendam-na para cardápios de verão e de inverno.Há vários tipos de alfaces cujas propriedades variam.A alface romana tem o nível mais alto de luteína e zeaxanthina. A luteína previne, entre outros, a deteriorização da mácula dos olhos, que pode levar a cegueira. A alface americana é a mais pobre em nutrientes.As alfaces verdes comuns tem vitamina A,vitamina K e luteína e zeaxanthina.Além das vitaminas mencionadas, a alface tem quantidades razoáveis de vitamina B5 ou niacina e vitamina C. A niacina evita doenças da pele e problemas do aparelho digestivo. A vitamina C age contra infecções, ajuda na cicatrização e evita a fragilidade dos ossos e dentes. A alface fornece ainda cálcio, fósforo, manganês,potássio e ferro. Cada 100g de alface fornecem 15 calorias.

Fonte: www.lojinhadaeva.com.br

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Desabafo 3

Oiii!!

Estou escrevendo mais um desabafo... preciso!!

Preciso dizer que quero emagrecer e me seguro ao máximo, mas me dá um negócio e acabo comendo "ahhh só uma batatinha"... "ahhh só um bombom"... E assim vai... Depois fico revoltada!!!!

Estou me sentindo com a barriga inchada, por isso adorei o texto que coloquei abaixo... e tem o que é de incentivo para não deixar o objetivo... O meu objetivo não é emagrecer por vaidade somente, mas para me sentir melhor comigo mesma...Tipo "Eu consegui!!" sabe? Consegue entender? É um baita e difícil desafio!!!

Sinto dor nas costas... no joelho... e sei que é de estar acima do meu peso... E aí fico triste/preocupada por "n" motivos e mando chocolate ou comidas que não devia prá dentro...

Estou me planejando para fazer caminhada nas férias... Adoro comer frutas, legumes, verduras... Controlo muito o refrigerante e bebo um pouquinho só se não tiver outra coisa para beber... O meu problema é pão e chocolate... e também não fazer exercícios!!!
Sim eu queria um milagre!!!!rs..rs..

O negócio é ter fé em mim, maior controle e pegar o maridão para babá dos pequenos nas férias para conseguir fazer pelo menos caminhada para ajudar na redução das medidas ainda mais nessa época de festas e férias....rs..rs.. Pelo menos para não aumentar...rs..rs..!!!! Só por Deus!!rs..rs..



FELIZ NATAL!!!!!

Dicas para não desistir de emagrecer

O peso incomoda e marcamos um dia para começar o emagrecimento, geralmente é nas segundas ou “amanhã” o primeiro dia até que vai bem, meio sofrido mas lembramos a todo momento que é por um bom motivo.

Mas dai chega o segundo dia, o terceiro e a vontade de se manter firme é excassa ou nem existe mais.

Pra que isso não aconteça e você tenha sucesso em seu emagrecimento trago algumas dicas para se manter e NÃO desistir de emagrecer.

A dieta ideal. Escolha uma dieta que combine com a sua personalidade, gostos alimentares e estilo de vida – será meio caminho andado para o sucesso. Não adianta pegar um cardapio onde tem certinho o que tem que comer se odeia rotina, ira acabar deixando de lado.

Acompanhamento do nutricionista: Se tem dificuldades em manter uma dieta, uma boa opção é passar a ser seguido por um nutricionista. Se tiver alguém a quem mostrar resultados, estará certamente mais motivado para não desistir da dieta.

Anote: Ter um Diário alimentar é um dos melhores métodos para manter uma dieta sem qualquer acompanhamento profissional. Anote tudo aquilo que come e bebe diariamente, juntamente com as respectivas calorias – com este registo detalhado será mais fácil verificar onde estão as suas fraquezas e os seus pontos fortes no que toca à alimentação, assim como monitorizar os sucessos e melhorar as áreas de maior tentação.

Estabeleça metas e comemore os sucessos: Seja realista e defina metas que poderá cumprir. A dica é a cada 5kgs eliminados ou ate menos. Assim fica mais facil de ver os resultados e ira se sentir mais motivada a continuar no processo de emagrecimento.

Longe das tentações: Um dos principais motivos responsáveis pela desistência de uma dieta é não conseguir dizer não às tentações alimentares que nos rodeiam. Livre-se de tudo o que é doce, gorduroso e altamente calórico,recheando a geladeira e a dispensa com alternativas saudáveis e baixas em calorias. Se não tiver à sua beira as guloseimas que têm minado as suas dietas anteriores, vai evitar cair em tentação e será mais fácil manter o seu caminho rumo ao emagrecimento.

Visualize o atual e a recompensa. A visualização é uma das melhores formas de atingir objectivos, por isso, separe uma fotografia de como você está agora e outra com uma imagem de algo aproximadamente de como quer ficar, de alguem que lhe inspira, ou de uma roupa que quer vestir Para além de ser um lembrete diário e uma motivação extra para continuar a cumprir a dieta, mostra-lhe que os resultados finais estão à sua frente, é apenas uma questão de trabalhar para os alcançar!

Privação Não: O maior inimigo de uma dieta bem sucedida é a privação total, ou seja, deve permitir-se um pequeno prazer ao longo de toda a duração da dieta. Pode ser um doce, uma bebida, uma massa – seja o que for, é importante ter algo do qual possa desfrutar diária ou semanalmente e que o ajude a pensar que vale a pena todo o resto.

Aprenda a comer fora. Muitas pessoas parecem não ter qualquer tipo de problema em manter a dieta quando comem em casa, mas quando chega a altura de almoçar ou jantar fora, “estragam” tudo. Não é difícil manter a dieta quando se come fora, é apenas uma questão de bom senso: aprenda a fazê-lo correctamente e verá que não tem de abdicar de sair só por causa da dieta. No entanto, se este é um problema recorrente, evite, durante uns tempos, o almoço semanal com os colegas de escritório ou a pizza de domingo à noite com a familia.

Não desista. Só porque na noite anterior foi a um jantar de aniversário e cometeu alguns excessos não quer dizer que tem de dar por terminada a dieta! Desistir é fácil, o difícil é voltar à dieta logo no dia seguinte. Os deslizes acontecem e não são sinal de fracasso, são apenas um sinal que tem de se esforçar para continuar em frente. Abusou? Recompense no(s) dia(s) seguinte(s).

Não passe fome. Fazer uma dieta e conseguir alcançar a perda de peso desejada não implica que tenha de passar fome – se o fizer, não está a seguir uma dieta alimentar saudável. Existem muitas maneiras de emagrecer sem passar fome, por isso, saiba fazer uma dieta inteligente, que não o deixe fisicamente debilitado e com vontade de desistir de imediato.

Quebre a monotonia à mesa. Estar de dieta não quer dizer comer as mesmas comidas desenxabidas todos os dias – aproveite esta altura para comprar um livro de alimentação saudável ou pesquisar algumas receitas novas, aprenda diferentes formas de cozinhar legumes, tempere os alimentos com mais ervas aromáticas e menos sal, faça de cada refeição um verdadeiro banquete de cores e aromas irresistíveis.

Apoio emocional. Em termos de apoio alimentar, está por sua conta, ou seja, está nas suas mãos aquilo que mete à boca. Embora seguir uma dieta, com a esperança de ser bem-sucedido, não seja tarefa fácil, pode tornar-se mais agradável e até divertido se tiver um amigo ou familiar a acompanhá-lo. Para além de se poderem motivar mutuamente, estarão presentes um para o outro nos bons e nos maus momentos. Em alternativa, procure apoio emocional em blogs ou sites de dietas.

Mantenha-se ocupado. É mais fácil pensar na comida e na dieta – e consequentemente ceder às tentações – se não estiver ocupado, por isso, mantenha-se entretido, de preferência com alguma actividade física. Ao incluir o exercício físico no seu dia-a-dia irá não só auxiliar a perda de peso, como sentir-se-á mais motivado para seguir uma deita alimentar saudável… e é uma excelente maneira de ocupar o tempo!

E não se esqueça: NUNCA desista de você!

Fonte:http://blogosferalight.com.br/blog/2011/11/dicas-para-nao-desistir-de-emagrecer/

Livre-se da Barriga Inchada



O calor esta ai e a gente começa a usar roupas mais curtas e justas no corpo e é ai que a barriga inchada incomoda e muito.

Como Evitar:
Mastigue devagar os alimentos
Mastigar correctamente os alimentos é o primeiro passo para evitar a barriga inchada, se mastigar os alimentos devagar a digestão será mais rápida, por outro lado, a sensação de saciedade demora a chegar ao cérebro se você comer devagar, o cérebro vai receber a mensagem e você vai comer menos, evitando assim a barriga inchada.

Prepare bem o seu prato
O que come é fundamental, quando se servir de comida lembre-se deste truque, metade do prato deve ser só salada crua, sem molhos para evitar a barriga inchada. A outra metade é dividida numa porção de carbo hidratos( prefira os integrais ) e outra porção de proteínas. Aposte em alimentos integrais, procure massa, arroz, pão nestas versões, são igualmente saborosos e facilitam a perda de peso e o funcionamento do intestino. As carnes brancas ( frango, peru, coelhos) também devem fazer parte da sua ementa diária, assim, como o peixe evitam a barriga inchada.

Aposte em ementas saudáveis
Evite o consumo de alimentos ricos em gordura, a gordura é um inimigo da barriga inchada porque dificulta a digestão. Os açúcares também devem ser evitados, eles levam à acumulação de gases na barriga.

Evite fumar
O fumo facilita a acumulação de gases no aparelho digestivo e para evitar a barriga inchada.

Beba muitos líquidos
Ao longo do dia beba bastante água e chá, cerca de 2 litros por dia, mas evite beber líquidos depois das 19 h. Beber durante as refeições também ajuda a reter líquidos por isso deve evitar. Evite as bebidas que contém cafeína, gás e álcool. O álcool e as bebidas açucaradas ( sumos e refrigerantes) provocam gases e, consequentemente, barriga inchada e prisão de ventre.

Coma várias vezes ao longo do dia
Faça 6 refeições ao longo do dia, coma várias vezes ao dia mas em poucas quantidades. As refeições devem ser divididas em : pequeno almoço, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia. Saltar refeições faz com que sinta mais fome e coma mais rapidamente e sem mastigar, provocando a barriga inchada.

Evite os Alimentos que provacam
Como já referimos anteriormente uma má alimentação pode desencadear o aparecimento da barriga inchada, de facto, existem vátios alimentos que podem provocar a barriga inchada, o intestino preso, gases, acumulação de líquidos.

refrigerantes
feijão
queijo
carne vermelha
carne de porco
charcutaria ( chouriça, linguiça,paio etc…)
sal em excesso
ervilhas
lentilhas
grão-de-bico
soja
amendoim
brócolos
batata-doce
repolho
couve-flor
massas
alfaces,
leite, a intolerância à lactose pode provocar gases.
chocolate,
fruta ( pêssego, banana, ameixa,)
doces
fritos
O chá contra a barriga Inchada:
Existem vários chás que ajudam a combater os problemas que provocam a barriga inchada, o chá de carqueja é dos que tem mais efeitos no combate a este problema, o chá de carqueja é ideal para regular a flora intestinal e facilitar a digestão dos alimentos, para além disto, o chá de carqueja ajuda a perder peso e a barriga inchada.

Preparação do chá de carqueja para combater a barriga inchada

Ingredientes.
Chá de carqueja ( venda em supermercados e ervanárias)
Água

Preparação:
Coloque duas 2 colheres de sopa de carqueja em meio litro de água e deixe ferver. Abafe durante cerca de cinco minutos. Beba um copo de chá de carqueja quente antes do almoço e do jantar. Também pode beber ao longo do dia, se preferir pode adicionar algumas gotas de sumo de limão.

Fiquei feliz em saber sobre o chá de carqueja é o que estou consumindo no momento, só que uso aqueles de sache.

Fonte de consulta: Espaço Mulher

Fonte: http://blogosferalight.com.br/blog/2011/11/livre-se-da-barriga-inchada/

Alimentos que controlam ansiedade



Ansiedade engorda! Toda vez que você se estressa, seu cérebro recebe um aviso de que algo está errado. “O organismo, então, reage aumentando os níveis de cortisol, hormônio que multiplica as células de gordura e descontrola o apetite”, explica o endocrinologista Luciano Giacaglia. Logo, para saciar a fome, as pessoas investem em alimentos ricos em carboidratos (massas e pães) e açúcares (doces). Afinal, eles estimulam a produção dos hormônios do prazer – dopamina e serotonina.

Mas, se é impossível driblar o estresse, como controlar a ansiedade sem inflar? A saída está em uma dieta rica em aminoácido triptofano, magnésio e vitamina B6. “Essas substâncias também aumentam a produção de serotonina. Porém, estão em alimentos que não engordam”, ensina a nutróloga Tamara Mazaracki. Conheça então a dieta que contém esses ingredientes e seque até 8 kg por mês.

Ansiedade é uma doença?
Em princípio, não se trata de uma patologia. “Contudo, pode se tornar uma caso passe a atrapalhar o cotidiano da pessoa”, afirma Vladmir Bernick, psiquiatra do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. Os sintomas do problema podem surgir de duas formas: psíquica (angústia, aperto no peito, malestar) e funcional orgânica (falta de ar, rosto quente).

Emoções que fazem você comer mais
1. À espera de alguma resposta importante ou quando se privam de fazer algo de que gostam, as pessoas tendem a sentir um vazio emocional. “Em geral, confundem esse sentimento com fome”, explica Bernick.

2. O indivíduo costuma, erroneamente, pensar: ‘Como trabalho muito e sofro demais, mereço comer’. “Ou seja, o alimento é a recompensa mais fácil. Assim, todos acabam recorrendo a ele”, diz o psiquiatra.

O que os ansiosos…
… devem comer e beber
· Leite e derivados (queijo, iogurte)
· Peixe e frango
· Cereais integrais (aveia, arroz)
· Folhas verdes (alface, espinafre)
· Tomate
· Água de coco
· Frutas como banana e abacate
· Linhaça e semente de gergelim

… precisam evitar
· Café
· Refrigerantes escuros
· Açúcar refinado
· Guaraná em pó
· Gorduras e frituras
· Derivados da farinha e trigo branca

Sucos e chás que combatem o estresse
Sucos
1. No liquidificador, bata 250 ml de água de coco, 1/2 banana, 10 folhas de hortelã e 1 colher (sopa) de linhaça. Beba duas vezes ao dia – de manhã e à tarde.

2. No liquidificador, bata 1 copo de suco de caju, 6 morangos, 1 folha de couve, 1 folha de alface e 1 colher (sopa) de aveia. Ingira, no máximo, duas vezes ao dia – de manhã e à tarde.

3. No liquidificador, bata 1 colher (sopa) de hibisco solúvel, 1 pedaço de batata yacon, 1 xícara (chá) de chá pronto de melissa e 1 copo de água de coco. Tome três copos do suco distribuídos ao longo do dia.

Chás
1. 1 colher (chá) bem cheia de uma destas ervas: camomila, erva-doce, cidreira, hortelã, folhas de maracujá ou alecrim + Água fervente + Mel + Canela em pó. Cubra a erva com a água num recipiente e deixe-o tampado de três a cinco minutos. Coe e adoce com o mel. Acrescente a canela em pó. Beba de três a quatro xícaras (chá) por dia, uma delas sempre antes de se deitar.

2. 1 punhado de melissa, mulungu, java, oliveira e bugre + 1 litro de água. Coloque as ervas na água e deixe ferver por 20 minutos. Coe e tome uma xícara (chá) cinco vezes ao dia.

Dieta para secar e controlar ansiedade
Café da manhã: 1 copo de leite de soja ou desnatado + 1 colher (sopa) de farinha de chia ou amaranto + 1 colher (sobremesa) de farinha de linhaça + 1/2 mamão papaia + 1 colher (sobremesa) de semente de abóbora (Bata tudo no liquidificador e beba.)

Às 10H: 1 maçã com casca + 2 castanhas-do-pará + 1 fruta seca (uva-passa, ameixa, damasco)

Almoço/Jantar: 2 colheres (sopa) de grão-de-bico temperado com azeite + 3 colheres (sopa) de arroz integral + 2 colheres (sopa) de feijão + 2 filés de peixe grelhado (três vezes na semana) + 2 filés de frango grelhado (duas vezes na semana) + 2 bifes (duas vezes na semana) + 1 verdura refogada + Salada verde variada (com azeite extravirgem, vinagre de maçã e sal light)

Sobremesa: 1 fatia de melão ou 1 pote de gelatina diet

Às 16H: 1 pote de iogurte com 1 colher (sopa) de farinha de linhaça + 1 fruta + 1 fatia de queijo branco + 1 fatia de pão integral

Às 22H: 1 copo de leite de soja + 1 colher (sobremesa) de semente de girassol + 2 colheres (sopa) de gelatina diet pronta (Bata tudo e beba.)

http://mdemulher.abril.com.br/dieta
http://blogosferalight.com.br/blog/2011/12/alimentos-que-controlam-ansiedade/

Açúcar contribui para envelhecimento, mostra pesquisa.



Pessoas que consomem mais açúcar parecem mais velhas

Uma pesquisa desenvolvida pelo Centro Médico da Universidade de Leiden e pela Unilever mostrou, pela primeira vez, que existe relação entre açúcar e envelhecimento. Pessoas com nível mais alto de açúcar no sangue aparentam ser mais velhas. A proporção, segundo o estudo, é de cinco meses a mais de idade para cada aumento de 1 mmol/litrode açúcar no sangue.

A pesquisa analisou os níveis de açúcar de 600 homens e mulheres, com idade entre 50 e 70 anos. Os testes de glicose foram feitos sem que as pessoas estivessem em jejum. Depois disso, todos tiveram os rostos fotografados. As fotos foram, então, mostradas a 60 avaliadores independentes.

O estudo foi feito na Holanda e mostrou que, as pessoas com mais açúcar tinham o rosto mais velho. A pesquisa também identificou que o rosto de diabéticos – que passam muitos anos com nível elevado de glicose no organismo – tinha aspecto mais velho do que o das pessoas que não tinham diabetes.

Mesmo levando em conta fatores que influenciam no envelhecimento da face, como exposição ao sol e tabagismo, o resultado foi o mesmo.

Para os pesquisadores, esse novo dado pode servir como incentivo para as pessoas se preocuparem mais com a alimentação. “Enquanto há todo um corpo de pesquisa que mostra que altos níveis de glicose no sangue fazem mal para a saúde das pessoas, esse estudo sugere também que isso não vai ajudá-las a manter uma aparência jovem”, afirma o David Gunn, cientista sênior dos laboratórios de Pesquisa & Desenvolvimento da Unilever em Colworth Science Park

Para o pesquisador, é preciso ainda realizar mais estudos sobre o tema.

Fonte: http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI283449-17770,00-ACUCAR+CONTRIBUI+PARA+ENVELHECIMENTO+MOSTRA+PESQUISA.html

Células de gordura podem murchar, mas o número delas se mantém




Pessoa que já foi gorda tem que cuidar do peso para o resto da vida.

No Brasil, 15% da população é obesa, segundo dados oficiais.

Muitas pessoas acham que os gordinhos são assim porque querem, e atribuem o excesso de peso a preguiça, falta de vergonha ou desleixo.
O fato é que a obesidade é uma doença, e esse número vem crescendo no mundo todo. No Brasil, 15% da população já é considerada obesa, segundo os dados oficiais mais recentes.

O endocrinologista Alfredo Halpern explicou que, quando um indivíduo engorda, produz uma quantidade maior de células de gordura. Ao emagrecer, essas células murcham, mas não desaparecem – a quantidade só aumenta, nunca diminui.
Portanto, alguém que já teve 100 kg e hoje está com 60 kg jamais será igual a uma pessoa de 60 kg que nunca ganhou peso.

Quem já foi obeso guarda no corpo as células de gordura que um dia foram inchadas, além de sofrer mudanças na expressão de genes que favorecem a obesidade, como aqueles que estocam energia. É por essa razão que o metabolismo fica mais lento.
Quanto mais tempo o indivíduo mantiver um peso alto, portanto, mais células gordurosas vai produzir e por mais tempo o corpo vai guardar a informação desse número na “memória”.

Preconceito contra os gordos
De acordo com uma pesquisa feita no Brasil em 2010, sete em cada dez empresários têm algum tipo de restrição para contratar pessoas acima do peso. E essa é uma constatação de quem está na fila do emprego.

O excesso de peso sempre chama a atenção, não interessa quem é a pessoa, se tem fama ou é anônima.

O ator Leandro Hassum, que trabalha no Zorra Total, diz que já sofeu com pré-julgamentos sobre sua condição de saúde e limitações físicas. Ele foi recusado para um emprego de garçom porque um uniforme sob medida teria que ser feito especialmente para ele.

Fonte: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2011/12/celulas-de-gordura-podem-murchar-mas-quantidade-sempre-se-mantem.html

Coçar os olhos e ler no escuro ou deitado podem prejudicar a visão

Cerca de 80% das informações que recebemos chegam pelos olhos.

Ideal, segundo médico, é não apagar luz para usar computador ou ver TV.

A visão é um dos mais importantes meios de comunicação com o ambiente, já que cerca de 80% das informações que recebemos chegam pelos olhos.
Alguns hábitos corriqueiros, como coçar a vista e ler no escuro ou deitado, podem ser prejudiciais à visão.
Ler com o livro muito perto pode forçar o cristalino (espécie de diafragma do olho) e favorecer a miopia. Também pode ser um sinal de que a pessoa já sofre de algum problema de refração. A distância mínima ideal é de 30 cm, segundo o oftalmologista Samir Bechara, do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Já ler deitado propicia um achatamento dos olhos, o que é ruim para a saúde deles. E ler no escuro dilata a pupila e causa desconforto. Por isso, o melhor é não apagar a luz para usar o computador ou ver TV. Você corre o risco de se cansar mais e ficar com dor de cabeça.
No caso de ler em um veículo em movimento, como carro, ônibus, trem ou metrô, há um maior esforço dos músculos dos olhos para mantê-los paralelos, o que pode provocar desconforto e favorecer o estrabismo.

...
Nunca coce os olhos: lave-os. Ao esfregá-los, você pode ferir a região e até causar uma deformação progressiva na córnea, chamada ceratocone, que desencadeia astigmatismo e deixa os olhos em formato de cone na parte frontal.
O programa falou, ainda, sobre uma campanha da Associação para Crianças e Adolescentes com Câncer (Tucca) para detecção precoce de retinoblastoma, um tipo de câncer nos olhos. Uma simples foto com flash é capaz de revelar essa doença grave, e a chance de cura chega a 90%. Quando tem a doença, o olho aparece com uma mancha branca, reflexo do tumor.

A médica Ana Escobar também disse que, até os dois meses de idade, o bebê pode ser um pouco estrábico, porque os músculos dos olhos ainda estão um pouco frouxos.
Para evitar problemas de visão em geral, a recomendação é procurar um especialista uma vez por ano ou a cada dois anos. Além disso, não se deve usar, sem orientação médica, colírios que contêm remédio na formulação.

Fonte:http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2011/12/cocar-os-olhos-e-ler-no-escuro-ou-deitado-podem-prejudicar-visao.html

sábado, 3 de dezembro de 2011

Alimentação benéfica ao fígado

Nutricionista fala sobre alimentação benéfica ao fígado

Karin Honorato recomenda frutas, verduras, ervas e água.
Excesso de gordura pode provocar a esteatose hepática.


...Segundo a nutricionista, o excesso de gordura pode provocar nas células do fígado a esteatose hepática, ou fígado gorduroso não alcoólico.

Para o tratamento, segundo Karin, a pessoa deve mudar os hábitos alimentares, perder peso, se estiver com ele acima, e principalmente se estiver com acúmulo de gordura abdominal. “Para isso você deve fazer uma dieta equilibrada e bem acompanhada porque você não pode perder peso rapidamente e nem ficar muitas horas sem se alimentar. Isso acaba piorando a situação e é fundamental fazer exercícios físicos”, afirma.

O melhor diagnóstico para a esteatose hepática é por meio de exame de sangue, que confere as transaminases do fígado ou por um ultrassom abdominal, de acordo com a nutricionista.

Alimentos que liberem muita insulina devem ser evitados, segundo Karin. Assim como alimentos com muito açúcar, gordurosos, compostos por farinha branca e alimentos industrializados. De acordo com a nutricionista, o excesso de carne vermelha e de bebida alcoólica complica ainda mais.

Para o tratamento e até mesmo para que se evite a doença, a nutricionista recomenda as frutas e as verduras, principalmente as escuras. “A beterraba também tem um valor importante na limpeza do fígado“, diz. Segundo Karin, as frutas vermelhas ajudam a dar energia para o fígado.

O gengibre, o alho e a cebola também são recomendados por Karin. Ela ainda mostra os grânulos de lecitina de soja.

As bebidas ajudam a eliminar as substâncias tóxicas do organismo, principalmente do fígado, segundo a nutricionista. “Por isso água é fundamental. Consumir, no mínimo, oito copos de água pura ao dia ajuda na eliminação das impurezas”, afirma.

O suco de clorofila, que pode ser encontrado em casas de produtos naturais, também é recomendado. De acordo com Karin, a planta dente de leão, que pode ser encontrada ainda em forma de extrato, ajuda o organismo a eliminar resíduos do fígado e melhora o funcionamento da bile.

O boldo e a alcachofra fígado contém substancias hapatoprotetoras . Louro, funcho alecrim e a cúrcuma ajudam a regenerar as células do fígado.
Segundo Karin, o fígado ajuda a absorver vitaminas e minerais, a sintetizar proteínas, a eliminar hemaceas mortas e os ‘agressores do organismo’. Ajuda também na produção de mais de 70 por cento do colesterol.

Fonte:http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2011/12/nutricionista-fala-sobre-alimentacao-benefica-ao-figado.html

Dieta saudável pode reduzir risco de câncer em pelo menos 40%, diz Inca




Frutas, legumes, verduras e cereais ajudam a evitar alterações celulares.
Pele, mama, próstata, pulmão, colo do útero, cólon e reto são mais comuns.

A incidência de câncer em uma pessoa depende de muitos fatores e hábitos de vida, como o tabagismo, o consumo de álcool e a alimentação.
Uma dieta equilibrada, rica em frutas, legumes, verduras e cereais integrais, é importante para manter o bom funcionamento do organismo e, portanto, evitar alterações celulares.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), uma alimentação saudável pode reduzir o risco da doença em pelo menos 40%. As vitaminas, fibras e outras substâncias ajudam as defesas naturais do corpo a destruir agentes cancerígenos antes que eles causem danos graves às células.

Esses tipos de alimentos também podem bloquear ou reverter os estágios iniciais da formação de um tumor, como destacaram a oncologista Fernanda Capareli e o cirurgião do aparelho digestivo Fábio Atui, novo consultor do programa.
O Inca define câncer como um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado (maligno) de células que invadem os tecidos e órgãos, podendo espalhar-se (metástase) para outras regiões do corpo.

O último informe do Inca projeta, para os próximos dois anos, 518.510 novos casos de câncer no Brasil, com maior incidência dos tipos de pele não melanoma, próstata, pulmão, cólon e reto, e estômago no caso dos homens. Entres as mulheres, os mais frequentes são os tumores de pele não melanoma, mama, colo do útero, cólon e reto, e tireoide.

Fritar, grelhar ou preparar carnes na brasa a temperaturas muito elevadas pode criar compostos que aumentam o risco de câncer colorretal e de estômago. Por isso, métodos de cozimento que usam baixas temperaturas são escolhas mais saudáveis, como vapor, fervura, ensopado, guisado, cozido ou assado.

As alterações celulares no estômago, cólon e reto também podem decorrer de uma alimentação pobre em fibras, com alto teor de gorduras e calorias, como as comidas fast food. A principal hipótese dos médicos para que isso aconteça é porque, sem a ingestão de fibras, o intestino funciona mais devagar. Por esse motivo, a mucosa fica mais tempo exposta aos agentes cancerígenos.

A ingestão de muita gordura pode alterar, ainda, os níveis de hormônios no sangue, elevando o risco de câncer de próstata e mama.

Gorduras saudáveis
Dê preferência às gorduras de origem vegetal, como o azeite e o óleo de soja, lembrando que eles não devem ser expostos a temperaturas muito altas. Essas opções são melhores que as gorduras de origem animal (manteiga, leite, banha de porco e gordura da carne) e algumas vegetais, como margarinas e gordura vegetal hidrogenada.

Além disso, não exagere nos defumados e churrascos, pois esses alimentos são impregnados pelo alcatrão proveniente da fumaça do carvão, o mesmo encontrado no cigarro, que tem ação cancerígena comprovada.


Prato colorido
O licopeno do tomate, que dá a coloração vermelha, é um potente anticancerígeno. Frutas e vegetais vermelhos e roxos, que contêm flavonoides ou resveratrol (presente na casca das uvas e no vinho), elevam a ação antioxidante e antitumoral.
As frutas alaranjadas e amarelas, por sua vez, têm carotenoides, que protegem o DNA contra a oxidação. A laranja apresenta ainda ácido ascórbico (vitamina C), monoterpenos e limonemos (compostos de óleos cítricos), que produzem ação antioxidante e diminuem a toxicidade de substâncias capazes de sofrer mutações.

Da mesma forma, o brócolis também tem ação anticancerígena. Na soja, as isoflavonas desempenham função antioxidante e antitumoral. E, nos peixes, o ômega 3 é um excelente antioxidante, que diminui a proliferação de células retais cancerígenas e reduz o risco da doença na laringe.

Fonte:http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2011/12/dieta-saudavel-pode-reduzir-risco-de-cancer-em-pelo-menos-40-diz-inca.html

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Chega de Prozac – coma iogurte



Nosso intestino tem uma rede de 100 milhões de neurônios. Ao cuidar bem dele, podemos curar males como ansiedade e depressão

Não é à toa que o intestino vem sendo chamado por médicos e cientistas de nosso segundo cérebro. Em suas paredes, há uma rede de 100 milhões de neurônios e os mesmos neurotransmissores que são encontrados na cabeça, como a serotonina, reguladora do humor. Essa imensa rede nervosa se comunica diretamente com nossa mente. Assim, cuidar bem de nosso intestino poderia ser bom para a cabeça, inclusive para o tratamento de doenças psíquicas. “Uma grande parte de nossas emoções é provavelmente influenciada pelos neurônios em nosso intestino”, afirma Emeran Mayer, professor da escola de Medicina da Universidade da Califórnia.

A grande aposta na área atualmente são os chamados probióticos, micro-organismos que inibem a proliferação de bactérias intestinais nocivas. Eles estão presentes em alguns leites fermentados e iogurtes — em geral, com indicação no rótulo — e também são vendidos como suplementos alimentares em farmácias e lojas. Sua ingestão estimularia no cérebro a produção de neurotransmissores responsáveis pela sensação de bem-estar. Pesquisas vêm mostrando, ainda em cobaias, que esses bichinhos em nosso aparelho digestivo poderiam ajudar a dar fim a problemas que vão de ansiedade à depressão. Conheça abaixo alguns dos principais estudos de acordo com o sintoma.

ACABA COM OS SINTOMAS
Confira pesquisas científicas que mostram que comer probióticos pode melhorar a mente — além da pele

IRRITABILIDADE > Pesquisadores do Departamento de Psicologia da Universidade da Virgínia, EUA, demonstraram que as bactérias causadoras de infecções gastrointestinais fazem com que o nervo vago (que conecta o intestino ao cérebro) transmita sinais que ativam as regiões cerebrais que processam sensações como medo e ansiedade. Ao inibir a proliferação dessas bactérias, os probióticos ajudariam a regular o humor.

DEPRESSÃO > Ratos tratados com o probiótico Bifidobacterium infantis tiveram os níveis de triptofano, um precursor da serotonina, elevados em duas áreas cerebrais associadas com o humor e as emoções. Os resultados são de um estudo da Universidade College Cork, na Irlanda. A conclusão é de que esse tipo de probiótico pode ter propriedades antidepressivas.

ANSIEDADE > Em um estudo feito por pesquisadores da Universidade de McMaster, no Canadá, cobaias infectadas de propósito com o parasita Trichuris muris desenvolveram, além de inflamação no intestino, sintomas de ansiedade. Ao serem tratadas com o probiótico B. longum, os sintomas foram revertidos.

PROBLEMAS DERMATOLÓGICOS > Lactobacilos vivos melhoraram inflamações de pele e perda de pelo em ratos estressados. O resultado é de um estudo feito no Hospital Universitário Charité, de Berlim, e levaram os pesquisadores a crer que a ingestão do probiótico Lactobacillus reuteri ajudaria a melhorar problemas dermatológicos decorrentes do estresse.

Fonte: http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI269837-17933,00-CHEGA+DE+PROZAC+COMA+IOGURTE.html

Sal x Pressão Alta



Para evitar a pressão alta, consuma até uma colher de chá de sal por dia
Média de consumo diário do brasileiro, porém, é mais que o dobro disso.
Cerca de 25% da população tem hipertensão, que costuma ser silenciosa.

As pessoas comem sal o tempo todo, muitas vezes sem perceber. Não é porque você não adicionou o condimento à comida que ela já não esteja salgada o suficiente – e até mais que o recomendado.
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde, os brasileiros devem ingerir no máximo 5 gramas de sal por dia, o equivalente a uma colher de chá. A média de consumo, porém, é de 12 gramas diários.
Quando o pai e a mãe são hipertensos, a chance de o filho ter pressão alta é de 60%. E metade dos casos de hipertensão – que atinge 25% da população – é causada pelo excesso de sal, composto por cloreto de sódio (40%) e cloreto de potássio. Segundo a cardiologista Ludmila Hajjar e o nefrologista Décio Mion, um pacote de 1 kg deve durar quase dois meses para uma família de quatro pessoas.

A médica destacou ainda que pressão baixa não é doença nem deve ser tratada com sal. E, para medir corretamente a pressão arterial, é preciso procurar um profissional qualificado e estar em repouso por pelo menos 30 minutos.
Para saber a quantidade de sal em um alimento, basta multiplicar o valor de sódio no rótulo de um alimento por 2,5. Exemplo: algo com 500 mg de sódio tem 1,25 g de sal.
Alimentos prontos – como congelados, enlatados e produtos em conserva – já são bastante condimentados por si sós, porque o sódio age como conservante, para prolongar a vida útil do conteúdo.

Se você passar da medida de sal, pode sofrer também de doenças cardiovasculares, problemas renais e até câncer.
Os doces e os refrigerantes também contêm sódio/sal. Além deles, as massas instantâneas, pães francês e de forma, bisnaguinhas, bolos prontos, batata frita e palha apresentam alta concentração.

Efeitos da hipertensão
A maioria dos hipertensos não sente nada. O problema não dá sinais nem sintomas de que já está instalado no organismo. Alguns indivíduos, porém, têm tontura, vista embaçada, palpitação e dor de cabeça, além de zumbido no ouvido e visão de pontos brilhantes.
O excesso de sal ajuda a reter líquidos e aumentar o volume e a pressão sanguíneos. O sangue bombeado com mais força agride o revestimento dos vasos (endotélio), provoca pequenas cicatrizes e contribui para o entupimento das artérias.
As consequências da hipertensão nos diversos órgãos estão relacionadas principalmente à lesão dos vasos e à sobrecarga para o funcionamento deles.
Como o coração é um músculo, ao fazer mais força ele aumenta de tamanho – da mesma forma que o bíceps de um halterofilista. Essa hipertrofia dificulta ainda mais a chegada de oxigênio e nutrientes.
Se um trombo se formar em um vaso cardíaco, pode ocorrer um infarto, que é a morte desse tecido. Caso a mesma lesão aconteça em um vaso que irriga o cérebro, pode haver um acidente vascular cerebral (AVC), também chamado de derrame.
Dicas para controlar a hipertensão
Perder peso é a forma mais efetiva de baixar a pressão sem usar remédios. E não é necessário emagrecer demais: em média, uma redução de 5 kg diminui a pressão em 5 mm Hg.
Fazer exercícios também ajuda no controle da hipertensão, melhora o nível de colesterol e o índice glicêmico. O objetivo deve incluir 30 minutos de atividade aeróbica pelo menos três vezes por semana.
Além disso, beber álcool em quantidade moderada traz benefícios cardiovasculares, mas o consumo de mais de dois drinks por dia já eleva a pressão.

Fonte:http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2011/11/para-evitar-pressao-alta-consuma-ate-uma-colher-de-cha-de-sal-por-dia.html

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Meu regime...



Gente... eu tô numa fase igual a figura acima... tá difícil...

E agora não poderei passar pela nutricionista até retornar de férias, pois está lotado e só terá agenda aberta no ano que vem... Imaginou a minha situação???

Estou começando a ficar preocupada...

Agora para ajudar um veia do meu olho estorou e o oftalmo disse que é de estresse... Precisarei fazer um monte de exames que o cardiologista pediu para investigar...

Preciso emagrecer, pois está ficando perigoso, mas estou numa fase de fome que só por Deus...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk....

Qualquer semelhança é mera coincidência...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... (igualzinho minha família)