quinta-feira, 17 de outubro de 2013

O Relógio do Corpo


O relógio do corpo - saiba qual o melhor horário para cada atividade

Sabia que existe o melhor horário para dormir, acordar, fazer sexo, estudar, ir ao dentista e praticar exercícios físicos?

A natureza é tão perfeita que programou o nosso corpo para que ele funcionasse com a precisão de um relógio suíço.

Infelizmente, o ser humano, desinformado em relação ao próprio corpo e sob pressão externas, como estudo e trabalho, força a desprogramação desse perfeito relógio.

E o resultado são as doenças e o precoce desgaste físico.

Mostramos a seguir como funciona o relógio do organismo e convidamos você a tentar a respeitar os ciclos dele, o que lhe proporcionará ganhos na qualidade de vida.

Das 7h às 9h

7h

A partir das 6h, o corpo produz um hormônio, o cortisol.

Entre 7h e 8h, a taxa de cortisol no corpo atinge a concentração máxima. Faixa horária ideal para acordar com facilidade. Voltar a dormir é um erro.


7h22

Programe o despertador para este horário. Especialistas acreditam que o organismo fica pronto para acordar após sete ou oito horas
de sono. No entanto, pesquisas da Universidade de Westminster
descobrira que pessoas que despertam entre 5h 22min e 7h 21min
têm uma concentração maior do hormônio de estresse no sangue,
independente do horário que foram dormir e isso aumenta o risco de paradas cardíacas.


7h30

Fazer sexo às 7h30 produz substâncias no organismo que garantem

um bom início de dia.
Faça amor. O corpo produz uma onda de hormônios sexuais e
adrenalina para a pessoa começar bem o dia. Um estudo na Itália
descobriu que neste horário os casais têm mais chances de
chegar ao orgasmo.

8h10min

Tome café da manhã. A melhor coisa é tomar o café da manhã cerca de uma hora depois de acordar, segundo cientistas da
Austrália. "O apetite está em alta neste horário", explicou o pesquisador Brett Harper. Antes disso, o estômago não está pronto para a digestão e absorção.


9h

A endorfina, um analgésico natural, tem sua produção intensificada a partir das 9 horas, sendo este ehorário excelente para estimular o corpo (ginástica ou exercícios físicos)

Das 9h às 10h

9h

A taxa de serotonina está em seu apogeu. O prazer experimentado
só será aumentado. Boa hora para ir ao dentista: as endorfinas,
em alta nesse horário, são anestésicos naturais.
Execute tarefas difíceis. As pessoas estão no estado mais alerta
entre a primeira e segunda hora após acordar, segundo pesquisas.
Este momento é quando os níveis de estresse e de açúcar no
sangue estão mais altos. Por isso, a pessoa tem energia para
lidar com situações de dificuldade, de acordo com o professor
Simon Folkard, da Universidade de Wales.

10h

A serotonina (hormônio do prazer/ neurotransmissor) é produzida por volta das 10 horas.

Ela é chamada de hormônio do prazer porque aumenta a libido
e a disposição física e mental. A serotonina atua em conjunto com a
endorfina, ainda dentro do horário desta, potencializando-a. Este, portanto, é
o horário ideal para se fazerem tratamentos médicos, dentários
ou outros, pois esses dois hormônios atuam como anestésicos.

Das 10 às 12h

10h

O estado de vigilância atinge o seu pico e a memória de curto prazo

está mais ativa. Momento para refletir, discutir ideias e encontrar
inspiração.

10h30

Coma algo. O ideal é estabilizar a queda de energia com um lanche rápido. Comer várias vezes ao dia ajuda o corpo a funcionar de forma
mais eficiente do que se concentrar a alimentação em apenas três
refeições diárias.

Cérebro em velocidade máxima

Entre as 10h e as 12 horas, cessa o efeito da endorfina. Mais ativo e rápido, o cérebro raciocina melhor, memoriza, reflete, cria e se inspira em
velocidade máxima, ficando mais atento a tudo. Ótimo horário para
estudar, discutir e resolver assuntos ligados ao trabalho ou
situações importantes, pois sua lucidez e calma estão em alta.

Das 13h às 14h

13h

Almoce. Os processos de digestão funcionam a todo vapor neste horário.

14h

Tome chá ou muito pouco café, pois, neste horário, o corpo perde energia. Apenas a esta hora do dia, a cafeína é indicada em doses adequadas

Adrenalina

É entre as 13 e as 14 horas que há diminuição da liberação do hormônio da atenção - a adrenalina. A moleza de depois do almoço, portanto, não se deve só à digestão,
mas também a uma queda dos níveis de adrenalina, o que desacelera o ritmo cardíaco.
É por isso que, depois do almoço, alguns indivíduos ficam sonolentos.
A sugestão nesse caso é um cochilo leve de 20 minutos, que fará retornar
a boa disposição para a tarde que se aproxima.

Das 15h às 17h

15h

A forma física encontra o seu apogeu no meio da tarde, ao mesmo

tempo que a capacidade intelectual diminui. Como não
há produção de hormônios específicos nesse horário, os
cronobiologistas ainda não encontraram uma explicação para o fato.

16h

Para estabilizar os níveis de açúcar no sangue e evitar

comidas em exagero no início da noite, tome um iogurte às 16h.
O ideal são iogurtes com baixo índice de açúcar e gordura.

17h

Exercite-se. Pesquisas na Califórnia descobriram que a hora melhor

para a coordenação dos movimentos é às 17h. Neste horário, o hormônio do estresse
- que pode danificar o sistema imunológico - está mais baixo. E assim você pode se beneficiar ainda mais da elevação da adrenalina proporcionada pela atividade física.

Das 18h às 21h

18h

O organismo fica mais vulnerável à poluição e ao monóxido de carbono

a partir das 18 horas. Convém evitar os engarrafamentos. Nesse horário, a
atividade intelectual e o estado de vigilância atingem novo pico.
Às 18 horas, você está no seu mais forte em termos físicos.
O melhor tempo para o treinamento de força é no horário das 6 da noite, de acordo com estudos de cronobiologia, pois seus músculos
estão com mais resistência no início da noite.
A temperatura do corpo é maior às 4 horas da tarde. Isso significa
que o metabolismo do corpo está sendo elevado. Um pouco mais
tarde, os músculos estão mais fortes. Os pesquisadores acreditam
que o aumento do metabolismo faz as células musculares
obterem seu melhor desempenho.
Há mais argumentos a favor de o início da noite ser o melhor momento
para o treinamento de força. Este é o momento em que a sua
relação entre o hormônio anabólico testosterona e o catabólico hormônio
cortisol é mais favorável. Isso significa que seus músculos se
recuperam mais rapidamente depois da sessão de treinamento e,
portanto, crescem melhor.

19h

Tome uma taça de vinho. Se você quer tomar uma taça de

vinho, este é o momento. Mas não exagere, apenas deguste.
Várias funções do organismo funcionam em ritmo mais lento ao final
do dia e o álcool ajuda a relaxar ainda mais.

19h30

Faça uma refeição leve. Comer carboidratos e comidas gordurosas à noite provoca elevação dos níveis de açúcar no sangue e sobrecarrega
o sistema digestivo, o que afeta a qualidade do sono. Prefira vegetais
e saladas para o jantar.

Das 20h à 1h da madrugad

20h

Das 20 às 21 horas, as enzimas do fígado não estão atuando e,

Portanto, não poderão metabolizar o álcool. É por isso que no jantar o
indivíduo fica mais predisposto a se embriagar.
A melatonina (hormônio do sono) invade progressivamente o corpo a partir das 18h.

21h

Pesquisas dizem que é excelente horário para o sexo, pois
aciona a endorfina no cérebro, promovendo assim sono reparador.
A melatonina, o hormônio responsável pela pontualidade do corpo

humano, provoca o aumento dos glóbulos brancos (foto) e de
outras células envolvidas no sistema de defesa do corpo. A resistência
aos vírus e às bactérias está no ponto máximo.

22h

Tome banho. A temperatura do corpo precisa estar em ordem para uma boa noite de sono. Um banho quente relaxa o corpo e ajuda a pessoa a
adormecer. Não leia, assista televisão ou coma sobre a cama para ter
uma noite tranquila.
Das 22 horas à 1 hora da madrugada, o sono é muito importante,
pois ele coincide com a produção de hormônios do fígado e do DHEA,
hormônio do crescimento, que promovem a recuperação física e
mental. O DHEA também é o hormônio da memória.

- See more at: http://www.curapelanatureza.com.br/2013/09/o-relogio-do-corpo-saiba-qual-o-melhor.html#sthash.xAQYYydq.dpuf

Segredos da saúde e da boa alimentação


O que você deve fazer

1. Coma sempre os alimentos integrais e naturais.

2. Procure comer somente alimentos orgânicos.

3. Coma carne de animais que foram criados naturalmente, inclusive ovos.

4. Na impossibilidade de beber leite integral sem pasteurização com segurança, beba-o fermentado como iogurte natural e coalhada, queijos e manteigas.

5. Use apenas as gorduras e óleos tradicionais, incluindo manteiga e outras gorduras animais, azeite extravirgem , óleo de semente de linho, óleo de gergelim, gordura de coco e outras palmeiras tropicais.

6. Coma frutas e vegetais fresca de preferência orgânicos, em saladas, sopas ou cozidas no vapor.

7. Use grãos integrais , castanhas e sementes, que devem ser preparadas como brotos, fermentados para neutralizar o ácido fítico, que é um antimetabólito/antinutriente.

8. Use vegetais, frutas e bebidas lactofermentadas (fermentação provocada pela coalhada com lactobacilo) regularmente na dieta.

9. Retire, pelo cozimento de ossos de animais, o conteúdo de gordura e colágeno e use-o em porções no preparo de sopas, ensopados, etc.

10. Use sucos de frutas e de verduras e chás de ervas em substituição ao café e a bebidas alcoólicas ou industrializadas.

11. Use água de boa qualidade sem adição de flúor e cloro.

12. Use sal marinho não refinado e pó de vegetais que possuem alto teor de sódio (cebolinha, salsa, coentro, etc).

13. Faça a sua salada usando limão e azeite de oliva extravirgem.

14. Use os adoçantes naturais com moderação, como o mel, suco de cana desidratado e estévia.

15. Use apenas vinhos e cerveja não pasteurizados e com moderação.

16. Cozinhe apenas em panelas de aço inox, vidro, ferro fundido e de ágata de boa qualidade.

17. Use apenas suplementos naturais.

18. Durma bem, faça exercícios físicos e receba luz natural.

19. Pense positivo e minimize o estresse.

20. Pratique o perdão.


O que você não deve fazer

1. Não coma alimentos industrialmente processados tais como biscoitos, bolos, cookies, refrigerantes, etc.

2. Evite os adoçantes refinados como açúcar, dextrose, glucose e xarope de frutose.

3. Evite farinha de trigo refinada como pão branco, bolos, biscoito e massas.

4. Evite todos os óleos e gorduras hidrogenados (margarinas) ou parcialmente hidrogenados (óleos enlatados).

5. Evite todos os óleos vegetais feitos de soja, milho, açafrão, girassol, algodão e canola.

6. Não use óleos poli-insaturados (óleos vegetais) para fritar, refogar ou cozinhar.

7. Evite alimentos fritos.

8. Não pratique o vegetarianismo radical. Os produtos animais oferecem nutrientes vitais que não são encontrados nos vegetais.

9. Evite produtos que contêm proteínas em pó (liofilizadas) como leite em pó, leite de soja, carne de soja, sopas em pó, etc.

10. Evite o leite pasteurizado. Não consuma leite com baixo teor de gordura, leite em pó, ou produtos que imitam o leite.

11. Evite ovos de granja e carnes processadas industrialmente.

12. Evite as carnes processadas como salsichas, enchidos, presuntos, salames, que contêm MSG (monoglutamato de sódio) e outros aditivos.

13. Evite as sementes, grãos e castanhas rançadas ou preparadas impropriamente, geralmente encontradas na granola. Evite também os flakes.

14. Evite as frutas e legumes enlatados, irradiados, pulverizados e geneticamente modificados.

15. Evite os aditivos artificiais, especialmente o MSG (monoglutamato de sódio), proteínas hidrolisadas dos vegetais (soja) e o aspartame, que são neurotoxinas. Muitas sopas, molhos e condimentos preparados contêm MSG sem ser citado na embalagem.

16. Evite consumir em excesso alimentos com cafeína, como café e chá preto.

17. Evite panelas/embalagens de alumínio e produtos que contêm alumínio, como os antiácidos, desodorantes antitranspirantes e bicarbonatos impuros.

18. Não beba água fluorada.

19. Não beba bebidas destiladas.

20. Não use forno micro-ondas para preparar alimentos. Use-o apenas para aquecer e fique longe dele quando estiver ligado para não receber os raios tóxicos emitidos pelo aparelho.

- See more at: http://www.curapelanatureza.com.br/2013/05/os-segredos-da-saude-e-da-boa.html#sthash.OeEvojtF.dpuf

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Pre-pa-ra!



Temos oito ótimas dicas para você eliminar as gordurinhas até o verão

Por Daniela Meira*

Estamos em outubro e para o verão são só dois meses... e como está seu corpo? Pode colocar um biquíni agora? Com alguns truques, você consegue até o verão ficar um pouco mais magra, disposta, saudável! Quer tentar? São truques para você usar todos os dias, daqui para frente. Vamos lá?

Mastigue até cansar

Mastigar bem faz toda a diferença se você que enxugar a barriga
Quanto mais você mastigar, menor vão ficando os pedaços de comida e mais fácil fica a digestão. Imagine um liquidificador. Se você colocar a cenoura inteira, a beterraba inteira, um pouco de água e ligar o aparelho, vai demorar muito mais tempo para reduzir o tamanho dos alimentos, comparando o tempo de bater a mesma cenoura e beterraba já picadas. Quando você bater com a mesma quantidade de água, rapidinho estes alimentos vão ficar pequenos. No estômago é a mesma coisa. Fracionando o alimento, mais fácil fica a digestão, o que evita aquele efeito estufa no abdômen. Se mastigamos pouco tempo, há uma sobrecarga no estômago para digerir estes pedaços grandes e uma quantidade maior no fluxo sanguíneo para dar conta do recado. Ok, ok... mastigue pelo menos 40 vezes de cada vez!

Em um estudo da Universidade Oxford Brookes, na Inglaterra, voluntários que mascaram cada porção por 35 vezes, simplesmente comiam menos quando comparados aos outros que só mascaram por dez vezes.

Coma menos quantidade e mais vezes ao longo do dia

Ficar sem comer de nada adianta se você quer emagrecer! Quando você passa muito tempo sem comer, seu estômago reclama, manda sinais para seu cérebro, que por sua vez, manda você "atacar" qualquer tipo de comida! E de preferência as mais gordurosas, para a preservação da espécie! Temos em nosso organismo mecanismos antigos que são ativados quando há escassez de alimentos. O organismo, para sobreviver, faz com que você tenha vontade de comer só alimentos gordurosos, pois isso, para o organismo, significa sobreviver a falta de alimento. A gordura fica acumulada para você continuar a viver. Sim, seu organismo pensa diferente do que você quer. Ele quer sobreviver, custe o que custar e você quer ficar com aquele corpinho sarado, SEM GORDURINHAS, NO VERÃO!
Então, faça o seguinte: aquele lance de comer de 3 em 3 horas é real e vai te ajudar. Não enfie o pé na jaca. Coma frutas, iogurtes, coalhada ou ricota, algo assim leve, entre as refeições, ok?!

Prefira os alimentos de fácil digestão

Principalmente se você trabalha após o almoço. Nada de comer alimentos gordurosos. Para fazer a digestão desta gordura toda, o estômago precisa trabalhar muito e para esse esforço extra, ele precisa de mais sangue para fazer o trabalho... E esse sangue sai de várias partes, inclusive do cérebro, para ajudar o estômago... Conclusão, você fica mole, com vontade de dormir (para poupar energia)... Nada bom. Além de acumular gordura indesejável, seu trabalho não vai render!

Frutas, os grãos integrais e as verduras, passam mais rapidamente pelo intestino e ajudam seu funcionamento. Já os de absorção lenta além do que foi explicado acima, também favorecem a fermentação, responsável pelo aspecto de barriga inchada. Evite comidas gordurosas, como queijos, carne vermelha, grão-de-bico, repolho, couve-flor e doces.

Fibras todos os dias, mas sem exagero

As fibras que estão em verduras e legumes crus, frutas, principalmente com casca (abacaxi com casca só suco se a casca for bem limpa, com escovinha e batida no liquidificador junto com a fruta!). Estas fibras presentes também nos produtos integrais, como granola, aveia, linhaça e chia ajudam o intestino a funcionar como se fosse uma vassoura! As fibras que não são absorvidas passam pelo aparelho digestivo e vão "arrastando" as gorduras e outras moléculas maiores ajudando a eliminar aquele aspecto de abdômen estufado. Mas lembre-se exagerar na dose pode ter o efeito contrário, provocando cólicas e inchaço. Duas colheres de sopa destes cereais ou meio prato de legumes e verduras, já está de bom tamanho!

Troque os refinados por integrais

Refinado = farinha branca... seja de trigo, seja açúcar. Ou seja, deixe de lado o pão francês, o arroz branco, a farinha de trigo e a massa convencional e opte pelas versões integrais. Açúcar mascavo ou demerara são ótimas opções. Ou mesmo o mel! Além de terem mais fibras e ajudarem o intestino a funcionar melhor, esses alimentos baixam o índice glicêmico, o que evita a produção excessiva de insulina, hormônio que estimula o organismo a estocar gordura.

Evite salgados

Tente não consumir alimentos condimentados e/ou salgados. São frios, salgadinhos, tempero do macarrão instantâneo, molho shoyo. Tente sempre procurar os light. Todo alimentos light tem menos 20% ou de calorias totais, ou de gordura, ou de açúcar ou de sódio. Excesso de sódio provoca retenção hídrica, responsável pelo aspecto de inchaço no corpo - inclusive na barriga. Além disso, os condimentos irritam o intestino e aumentam a formação de gases. Outros vilões que é melhor você fugir são: azeitonas, anchovas, picles, carne seca, defumados e embutidos (salame, presunto, bacon), queijos salgados e muito temperados (gorgonzola, parmesão, roquefort), catchup e molhos prontos para saladas.

Beba água, muita água SEMPRE!

Tá com sede? Beba água. Não está com sede? Beba água! Sabia que algumas vezes sentimos fome e na verdade o corpo está pedindo água? Beber água acalma, dilui toda tranqueira de comida ou bebida que você ingeriu, limpa os intestinos e rins, alivia dores estomacais. Pelo menos dois litros ao longo do dia, mas não durante as refeições, o que dificulta a digestão e favorece a fermentação - e o aumento do volume abdominal. Os líquidos, como água, chás e sucos, além de ajudarem a regular o intestino, permitem também a eliminação do sal. Quanto mais se bebe, mais diluído fica o sódio e mais facilmente ele vai embora com a urina. Evite ao máximo as águas gaseificadas com ou sem sabor. Elas impedem a absorção do cálcio além de favorecer a osteoporose!

Gordura para eliminar gordura

Já está provado que alguns tipos de gordura, como a mono e a poli-insaturada - em doses moderadas, agem contra os pneuzinhos, principalmente no abdômen. Além disso, elas são capazes de baixar o índice glicêmico da refeição, o que reduz a produção de insulina! Por isso, abra espaço no seu cardápio para o azeite de oliva, o abacate e as frutas oleaginosas, como a castanha-do-pará e a amêndoa. Mas sempre com moderação. As oleaginosas podem ser consumidas 1 vez ao dia, o punhado que você conseguir segurar em uma das mãos. O azeite, duas colheres de sopa, ao longo do dia está de bom tamanho. E o abacate, consuma metade da fruta, passe papel filme na parte cortada, deixe bem rente para não oxidar e ficar preto e guarde na geladeira. Até o dia seguinte!

Seguindo estas oito dicas, veja como ficaram suas medidas depois de duas semanas! E lembre-se tem que fazer todos os dias. Não adianta dia sim e dia não, ok?!

*Daniela Meira é nutricionista e produtora de culinária do programa Mais Você. Para saber mais receitas e outras dicas de alimentação, conheça o blog Informações à Mesa (http://danielameira.blogspot.com)

Fonte: http://anamariabraga.globo.com/home/canais/canais-saude.php?id_not=5501

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

5 pontos da reflexologia que ajudam a perder peso e a famosa "Barriguinha"...


Massagem nos pés é uma delícia??? E o melhor, dá até pra emagrecer com ela! Com a reflexologia, técnica oriental milenar que trabalha o equilíbrio físico e emocional do corpo tocando pés e mãos, é possível desinchar o corpo, diminuir a gula, acelerar o metabolismo e aumentar a sua disposição!

1. Acelere o metabolismo

Estimulando este ponto (da tireoide), você acelera seu metabolismo e turbina a queima de açúcares, massas e gorduras, vilões do cardápio! “A tireoide é a glândula responsável pelo equilíbrio hídrico e térmico do corpo. Ela faz você queimar calorias pra manter a temperatura corporal”.

2. Aumente a disposição

Este ponto trabalha a respiração, a circulação e a digestão. Estimulando esta área com uma massagem de vaivém, na horizontal, você respira melhor e facilita a absorção de nutrientes. Assim, o corpo ganha mais disposição pra queimar calorias!

3. Diminua a gula

Aqui fica o ponto da glândula adrenal, que produz o hormônio adrenalina. Quando você faz massagem nessa área, equilibra o nível de adrenalina do corpo, controlando a ansiedade e a tristeza! E aí, vamos combinar, fica mais fácil resistir à comilança! Para isso, pressione os dedos sobre a região da glândula adrenal por dez segundos, três vezes.

4. Faça o intestino trabalhar

Massageando esta região do pé, você atinge o ponto do intestino grosso e estimula os movimentos peristálticos do órgão, responsáveis por você ir ao banheiro. Para isso, deslize os dedos sobre a área, de baixo para cima, acompanhando a curva que leva ao meio do pé

5. Reduza medidas

Neste ponto você ativa a circulação do sistema linfático, elimina o acúmulo de toxinas nos tecidos e evita a retenção de líquidos no corpo. É só massagear o dorso do pé com movimentos circulares no sentido horário e, depois, no anti-horário. Pressione também as quatro regiões entre os dedos para ter um efeito de drenagem linfática. Com esses dois tipos de toque, você diminui o inchaço, melhora o aspecto da celulite e reduz medidas.

Dica: faça todos os movimentos que mostramos aqui por dez segundos, sempre três vezes. Comece a massagem no pé direito e, depois, passe para o esquerdo. A regrinha vale para execução de todos os dias.

- Miname Painless

Retirei do facebook - Hierophant