sexta-feira, 24 de junho de 2011

Como deve ser a alimentação para mulheres a partir dos 40 anos?


(é o meu caso a partir de 13 de julho de 2011...rs..rs..)

* Por Gabriela Pimentel

Numa época em que muitas mulheres, na faixa dos 40 anos, precisam se desdobrar nos papeis de esposa, mãe e profissional, num mercado de trabalho cada vez mais competitivo, o estresse e a correria do dia a dia podem causar danos à saúde e originar, inclusive, doenças crônicas. Para lidar com tantas atribuições, sem sobrecarregar o organismo, uma grande aliada é a alimentação. Se for adequada, além de ajudar a evitar problemas de saúde, proporciona energia.

A alimentação deve ser variada e equilibrada, com a inclusão de alimentos fontes de fibras, antioxidantes e antiinflamatórios. Sem esquecer a ingestão de água, elemento fundamental.

Mulheres que já estão no período da menopausa devem incrementar o cardápio com alimentos que contenham fitoestrógenos, pois auxiliam no alívio de alguns sintomas, como as ondas de calor. Para driblar tensões emocionais, a dica é incluir alimentos com nutrientes importantes para a produção de serotonina, neurotransmissor do bem-estar e do bom humor.

Nessa faixa etária, as mulheres encontram mais dificuldade para emagrecer. Isso ocorre devido a vários fatores, como a redução do metabolismo, alterações hormonais, qualidade do sono, ansiedade, estresse, depressão e estilo de vida. As mudanças hormonais podem contribuir, em parte, para o descontrole do peso. Portanto, cabe manter o equilíbrio do estilo de vida e de fatores psicossociais nessa fase para que se consiga também o equilíbrio do peso.

Realizar atividade física regularmente, dormir bem e buscar aliviar o estresse são cuidados-chave para a boa forma, bem como hábitos alimentares saudáveis como, por exemplo, fazer cinco a seis refeições por dia, alimentando-se a cada três horas. Isso mantém o metabolismo ativo, evita beliscos e que se chegue com muita fome à próxima refeição. É importante não deixar de tomar o café da manhã. Além de favorecer o aumento do metabolismo, há o dia inteiro para que a energia dessa refeição seja gasta.

Ingerir pelo menos dois litros de água por dia é fundamental, mas deve-se evitar a ingestão de líquidos às principais refeições, pois pode atrapalhar o processo digestivo. Realizar as refeições em locais calmos e não se alimentar em situações de estresse e nervosismo; alimentar-se em local adequado, sentado e não fazer nada diferente enquanto come, para que não se perca a noção do quanto e o quê se está comendo; iniciar as principais refeições pelo prato de salada, o que ajuda na saciedade; mastigar bem e devagar os alimentos até que estejam bem triturados; evitar alimentos gordurosos e calóricos e excesso de sal, temperos prontos, conservas e enlatados, assim como a ingestão de bebidas alcoólicas, refrigerantes e sucos artificiais, são medidas que contribuem para o equilíbrio do peso.

Alimente-se bem, saboreie suas refeições e tenha uma melhor qualidade de vida, aos 40, aos 50, aos 80 anos….

* Gabriela Pimentel é nutricionista e atende no BSpace Health Center, em Vinhedo. Graduada em Nutrição pela Universidade Federal de Santa Catarina, especializou-se em Nutrição nas Doenças Crônicas Não-Transmissíveis, pelo Instituto Albert Einstein. É Pós-graduanda em Nutrição Clínica Funcional.

Fonte: http://www.melhoramiga.com.br/2010/09/como-deve-ser-a-alimentacao-para-mulheres-de-40-anos/

Nenhum comentário:

Postar um comentário